2016-04-24

Dia Mundial do Animal de Laboratório

24 dom Dia Mundial do Animal de Laboratório
O objetivo desta data é dar voz e vida aos animais que são utilizados em testes de laboratório por todo o mundo, sofrendo torturas arcaicas por fins comerciais, industriais, científicos e académicos.
http://www.calendarr.com/portugal/dia-mundial-do-animal-de-laboratorio/

15 comentários:

  1. Concordo que é horrível usar animais de laboratório. Mas pergunto-me se os defensores da abolição do uso de animais de laboratório iriam gostar que os medicamentos, p.ex., fossem testados neles próprios durante a sua elaboração/fabricação, ou se preferiam tomar medicamentos que não tivessem sido testados de todo em nenhum organismo vivo. Se aquilo que aconteceu recentemente com a Bial já foi chocante para tanta gente, imaginemos se esse tipo de compostos químicos não tivessem outro tipo de rastreio em seres vivos que não humanos. As pessoas protestam, ficam muito chocadas mas, no fim, a maioria colabora para o uso dos animais na ciência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje em dia acho que já não se justifica o uso dos mesmos.

      O caso da Bial esteve também relacionado com pacientes usarem cannabis.
      https://www.publico.pt/sociedade/noticia/detectadas-tres-grandes-falhas-em-ensaio-de-farmaco-da-bial-1722378

      Eliminar
  2. existem muitas maneiras de se testarem remedios, nao somente em pessoas mas as vezs diretamente na celula, no embriao ou tecido. E existem pessoas que sao voluntarias no mundo todo pra testarem coquitéis (no caso da aids) ou mesmo outros remedios que ainda nao estao vinculados. Entao é valido sim testar em quem esta disposto a modificar a medicina, porem sei q alguns remedios é preciso testar em animais.... e por isso realmente as vezs uma pessoa nao daria certo teria q ser o animal, agora o q sou contra de verdade é usar o animal como cobaia em experimentos que nao ajudam nem a humanidade nem o animal...e infelizmente existe isso. adorei seu blog :) super beijoooo


    http://www.jackblog.com.br/
    canal: https://www.youtube.com/channel/UCaLCUm-ZuvAbGTOCIThIIFA?spfreload=10

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois como na cosmética
      Já existe muita informação não precisam de torturar os animais.

      Eliminar
  3. O problema é que testar na célula, no embrião ou no tecido leva a erros de análise que podem levar a resultados muito graves. Porque todo o corpo é uma rede de conexões - um remédio que pode ser bom para uma parte, pode afectar "o todo" depois de processado pelo organismo. Testar em células, embriões, tecidos, ou até através de programas informáticos dá uma ideia do efeito, mas só uma ideia não é suficiente para validar um químico como apto para ser administrado em humanos. Assim como não há nenhum medicamento que seja testado primariamente em humanos. Passam sempre por uma fase com animais de laboratório e, mesmo assim, não há 100% de certezas que seja seguro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo assim está a falar de doenças sérias e os animais são usados para imensos fins fúteis que não se justificam os meios :(

      Eliminar
    2. Sim, estava a referir-me a fins aplicados à ciência médica. Malária, cancro, obesidade, imunologia... infelizmente, por enquanto, não há muitas hipóteses sem ser o uso de animais de laboratório. Em todo o caso, todos esses usos são vigiados por comissões de ética animal, e só é autorizado o uso quando não há mais nenhuma hipótese para o que se quer testar.

      Eliminar
  4. Experimentação animal: a dissecação de um mito

    http://p3.publico.pt/actualidade/ciencia/20344/experimentacao-animal-dissecacao-de-um-mito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só é pena não ser um entendido no campo da investigação científica a fazer essas afirmações. Se fosse, talvez soubesse que os factos não são bem como ele relata ou dá a entender.

      Eliminar
    2. Pois não sei.
      Hoje em dia a informação é muito manipulada a todos os níveis

      Eliminar
    3. Sem dúvida. Como trabalho dentro do meio científico, com animais de laboratório e comissões de ética animal, tenho uma ideia do que é, ou não, verdade em alguns relatos. Mas pronto, vai sempre haver quem use argumentos falaciosos para enganar as pessoas.

      Em todo o caso, penso muitas vezes: engraçado era banir-se a experimentação animal, assim como todo o tipo de medicamento (e o seu processo de fabricação) que tenha sido testado em animais para validação.

      Eliminar
    4. Isso seria um retrocesso e um desperdício de vidas

      Eliminar
    5. Completamente de acordo. Mas talvez assim as pessoas que são e sempre foram contra o uso de animais de laboratório compreendessem que as coisas não são assim tão simples. Que os estudos não são inúteis e feitos para torturar animais. Que talvez aquela cura para aquela doença exista e seja válida porque houve um organismo vivo (que não o humano), que foi sacrificado para que ela pudesse existir. E isto não se aplica só a medicamentos para humanos, mas também para medicamentos para outros animais.

      É triste, é. É horrível, é. Mas ainda não há outra forma mais fidedigna. Um programa informático não chega, nem culturas de tecidos in vitro (se chegassem, queria dizer que máquinas e clones tinham forma de se comportar como seres vivos pensantes, e isso só acontece na FC. Se acontecer fora da FC, o problema ético será o mesmo: vamos estar a "escravizar" um computador capaz de pensar e sentir dor, ou um clone também capaz de sentir dor - porque é preciso um organismo completo (inclui sistema nervoso) para ter a certeza que um medicamento que alguém tome para o fígado não vai deteriorar outros sistemas biológicos).

      Eliminar
    6. Nada é simples mas por vezes podemos fazer as coisas de outra forma que irá dar os mesmos resultados.

      Eliminar