2016-09-18

RESENHA Quem ama não dorme de Robert Schneider

SINOPSE
Fantástico romance que relata a vida de um músico genial do século XIX, nascido numa aldeia miserável dos Alpes austríacos, onde as brigas mesquinhas e a inexcedível casmurrice contra as inovações vindas de fora não permitiram reconhecer o enorme talento deste ser ou o deixaram definhar por indiferença, ignorância ou inveja. No entanto, não é contra os homens que Elias se rebela...
Eis a história do músico Johannes Elias Alder que, aos vinte e dois anos de idade, pôs termo à vida, após tomar a decisão de nunca mais dormir.
[...] Corajosamente, acalentou, até ao seu inacreditável fim, a crença de que o sono era desperdício de tempo,e portanto, pecado, e que lhe seria mais tarde cobrado no Purgatório, pois a dormir estava-se morto, ou, pelo menos, não se vivia verdadeiramente. [...]


OPINIÃO
Estranha forma de amar e desistir.
Sabemos logo no início o que vai acontecer, ou seja a morte dele tão novo o que dá um tom macabro ao livro.
"Eis a história do músico Johannes Elias Alder que aos vinte e dois anos de idade pôs termo à vida após tomar a decisão de nunca mais dormir."

Este foi o primeiro romance deste escritor austríaco que foi apreciado pela crítica literária.
Mas não foi apreciado por mim como romance.
Mal comecei a ler fez me lembrar o livro "O perfume".
Portanto comecei a vê-lo como o perfume da música mas não tem mais nada relacionado.
Detalhes muito interessantes estilo Bosch, interessantes e a dar para o sádico e nojento.
Leitura difícil.
Não se pode saltar nada senão ainda perdemos algo importante mas torna se cansativo

TRECHO do livro
«Senhora minha mãe, que quer dizer amor?»
«Que quer dizer 'amor'?», riu Lukasina; beijou o brilhante narizinho abatatado do filho é puxou-lhe o capuz para a cabeça.
É que começara de novo a chover.



NOTA Idiota sobre Bater do coração:
This Ring Lets You Feel Your Partner's Heartbeat Anywhere In The World, In Real Time
http://www.higherperspectives.com/heartbeat-ring-1969018894.html

1 comentário: